Poesias

Posso definir minhas poesias como suspiros..
São suspiros não ouvidos da minh'alma..
São suspiros insaciaveis do meu coração..
São desejos e verdades,mentiras inventadas..
São momentos em que se perde a razão..
São sentimentos que deixam a roupa suja lavada..
São desabafos,claro com emoção..
São disfeitas bem feitas..
São convites recusados..
São os sentimentos esquecidos..
São amores nunca amados..

Que você posso ler esse blog e suspirar comigo,talvez você se identifique com alguma poesia,talvez não..
Mas de verdade deixo aqui os suspiros eternos do meu coração..

sábado, 6 de março de 2010

Fugir das lembranças


Queria ir embora
Mas,para bem longe
Ir hoje bem agora
Onde uma nova vida se esconde

Quero fugir daqui
Pois aqui tem muitas lembranças
Posso até seguir por ali
Pois tenho muita esperança

Esperança de tudo recomeçar
Esquecer tudo o que se passou
Deixando tudo que para trás ficou
E sair de onde eu estou

Apagar tudo o que ja vivi
E esquecer também o que aconteceu
Para um novo caminho seguir
Esquecer o que foi ganho e se perdeu

Mas agora chego a terrível conclusão
Posso até ir pra longe daqui
Mas as lembranças,que lembro com emoção
Estão todas,infelizmente,aqui
Eternamente guardadas no coração


Carolina Trentino

Um comentário:

  1. Tambem queria ir embora...muito boa essa poesia

    ResponderExcluir